18 - A PRIMEIRA NOITE, de Mike Nichols (1967)

Com o título original de The Graduate, eternizou a frase “Mrs. Robinson, you are trying to seduce me! Aren’t you?”. Desde então, muitos jovens passaram a sonhar com uma Anne Bancroft a encurralá-los num quarto. “Há se fosse eu o Dustin Hoffman…”.

17 - JOGOS DE PRAZER, de Paul Thomas Anderson (1997)

Num filme que retrata a industria porno dos anos 70, entre perversões e convenções, coube a Julianne Moore e Mark Wahlberg o momento mais quente de todos… Uma cena que deixar qualquer um a suar!

16 - DE OLHOS BEM FECHADOS, de Stanley Kubrick (1999)

Kubrick conduz-nos, com mestria, numa viagem onde a tensão sexual nunca descansa. Entre festas privadas e irmandades secretas, é no seio do casal Cruise-Kidman, em frente a um espelho, que o mais tenso momento acontece.

15 - DEBAIXO DA PELE de Jonathan Glazer (2013)

Scarlett Johansson é uma extra-terrestre. Já muitos o diziam antes, mas nesta longa-metragem veste mesmo a pele de um. E é caso para dizer: Com um E.T. assim, vamos todos para o espaço!

14 - GHOST de Jerry Zucker (1990)

Muitos dirão que Demi Moore tem inúmeros filmes com cenas quentes (About Last Night…, Striptease, Disclosure, Proposta Indecente), mas é com Patrick Swayze e com o tema da olaria que deixou a sua marca.

13 - MULHOLLAND DRIVE de David Lynch (2001)

Da mente de Lynch sai uma obra repleta de momentos tão desconcertantes como inesquecíveis. O nosso favorito é quando Laura Harding demonstra todo o seu carinho por Naomi Watts.

12 - ATRAÇÃO FATAL de Adrian Lyne (1987)

No filme que nos fez pensar duas vezes antes de “pularmos a cerca”, celebramos a cena escaldante no elevador, entre Michael Douglas e Glenn Close.

11 - O LUGAR DO MORTO de António-Pedro Vasconcelos (1984)

Ana Zanatti deixou todos os homens portugueses (Pedro Oliveira incluido) loucos de desejo, com a sua Ana Mónica. Durante meses não se falava de outra coisa que não fosse a famosa cena do carro. E o cinema nacional nunca mais voltou a ser o que era!

10 - MALENA de Giuseppe Tornatore (2000)

Monica Bellucci é belíssima. E em Malena deixa-nos colados ao ecrã por mais de 100 minutos. A sensualidade atinge o seu máximo quando a vemos, por entre uma pequena fresta, lavar-se com uma pequena bacia de água.

09 - AMERICAN PIE, A PRIMEIRA VEZ de Paul Weitz (1999)

Apesar de um arranque modesto, a comédia para adolescentes acabou por ser um dos maiores sucessos de sempre do género. E em muito contribuiu a beleza estonteante da jovem Shannon Elizabeth, em conjugação com a incapacidade de “contenção” de Jason Biggs.

08 - LIGAÇÕES SELVAGENS de John McNaughton (1998)

Neve Campbell e Denise Richards, duas “meninas bonitas” de Hollywood, revelam-se demoníacas perante um inebriado Matt Dillon, entre muito sexo e bom champagne.

07 - PECADO ORIGINAL de Michael Cristofer (2001)

Que Angelina Jolie é uma mulher muito quente todos sabemos! Mas poucos saberão tão bem quanto Antonio Banderas, que aqui terá passado da representação para o acto, numa tórrida cena de sexo com a actual Sra. Brad Pitt.

06 - CISNE NEGRO de Darren Aronofsky (2010)

O bem e o mal, lado a lado por todo o filme. Até que Natalie Portman finalmente se subjuga ao prazer com Mila Kunis. Aí o bem e o mal passam a estar um sobre o outro.

05 - THE BROWN BUNNY de Vincent Gallo (2003)

Gallo dirige uma Chloë Sevigny que surpreende tudo e todos ao executar um épico felácio. É verdade: sem cortes nem planos escondidos e, claro, sem inibições.

04 - IMPÉRIO DOS SENTIDOS de Nagisa Ôshima (1976)

Poucos sabiam quem era Eiko Matsuda. Poucos ainda saberão. Mas todos se lembrarão do filme que parou o país, entre ovos com percursos alternativos até ao climax final, em que Matsuda mutila o amante por ciúme.

03 - ÚLTIMO TANGO EM PARIS de Bernardo Bertolucci (1972)

Num filme que foi censurado em muitos países (Portugal não foi excepção), Marlon Brando mostra a Maria Schneider como dar um novo uso à margarina de cozinhar.

02 - 9 SEMANAS E MEIA de Adrian Lyne (1986)

Num dos filmes mais marcantes da década de 80, por entre muitas “novidades” no jogo do prazer, sublinha-se a cena em que Mickey Rourke ensina, a uma inexperiente Kim Basinger, como tirar muito prazer da roda dos alimentos.

01 - INSTINTO FATAL de Paul Verhoeven

Sharon Stone surge irresistível! Por entre misteriosos assassínios, muito sexo e alguns picadores de gelo, é num interrogatório que a bombástica loura nos tira a respiração. E tudo com um simples cruzar de pernas… o mais célebre de sempre no cinema.

Partilha isto: