FIFA 19

PS4, XBOX ONE, SWITCH, PC, PS3, XBOX 360

Chega mais uma edição do monstro criado em 1994 pela EA Sports, com as afinações suficientes para se tornar mais um caso de sucesso. E trata-se de um jogo de equilíbrios: se dentro de campo a receita para a nova época torna a experiência mais fluída e agradável, fora dele depende da área que estamos a analisar.
O modo de carreira não apresenta mudanças assinaláveis, mas se nos centrarmos em Ultimate Team a conversa já é diferente, tal como o novo modo de jogos amigáveis, que permite escolher diversos tipos de desafios que aumentam a diversão, como jogar sem regras ou a equipa que marca um golo perde um dos seus jogadores aleatoriamente. Já na terceira parte de The Journey, que promete encerrar a história de Alex Hunter, voltamos a acompanhar também as carreiras da sua irmã e do melhor amigo, podendo a cada momento escolher qual deles controlar, apesar de existir sempre uma recomendação para a opção ideal de acordo com a história. E se praticamente tudo em FIFA 19 vale a pena, a experiência com The Journey é um dos seus pontos altos e que será complicado substituir na próxima edição, pelo que o melhor é não o deixar passar e aproveitar enquanto dura. Mas se não for suficiente, pense na música da Champions, prova licenciada pela primeira vez no FIFA, ou na liga chinesa, também em estreia no jogo, que não só permite uma experiência diferente como disponibiliza mais um mercado de jogadores, possibilitando por exemplo o regresso de Hulk ao futebol nacional.

ASSASSIN´S CREED ODYSSEY

PS4, XBOX ONE, PC

Depois do ano sabático assumido em 2016, para repensar a série, as coisas continuam a melhorar pelos lados da Ubisoft. Origins, a aventura do ano passado, que decorria no Egipto, foi um passo excelente em frente e agora com Odyssey chegamos à Grécia, num mundo incrível onde a nossa personagem, descendente do rei Leónidas I, pode ser tanto um homem como uma mulher, que poderá desenvolver relações amorosas com qualquer um dos sexos, independentemente do escolhido. Os elementos RPG aumentaram e são três as árvores que permitem desenvolver capacidades: caçador, guerreiro e assassino. O sistema de combate também evoluiu, mantendo-se baseado no do jogo anterior, o tal renascimento da série. E só a falta do distanciamento necessário causa alguma relutância em afirmar já que estamos, outra vez, perante o melhor capítulo da série iniciada em 2007.

NBA 2K PLAYGROUNDS 2

PS4, XBOX ONE, SWITCH, PC

A nova versão deste jogo arcade, que relembra o clássico NBA Jam, dentro de campo está bastante afinada e divertida, mas falta-lhe uma melhor definição dos modos de jogo: no estreante modo de campeonato os nossos dois jogadores têm de ser da mesma equipa e se quisermos ser os Lakers, podemos não ter dois jogadores minimamente bons disponíveis, o que complica tudo, dado que eles são recebidos aleatoriamente em pacotes, estilo Ultimate Team. Isso incita a comprar com dinheiro real aquele jogador que queremos mesmo, ou a pagar para desbloquear todos os plantéis. E isto até seria aceitável, mas num jogo free to play, o que não é o caso. Se tal acontecesse apenas online e no modo NBA estivesse tudo desbloqueado, por exemplo, o sorriso que nos provoca dentro de campo poderia manter-se durante mais tempo.

Partilha isto: