E quando temos que passar por esta situação só temos duas opções: Ou a empurramos pelas escadas abaixo e emendamos o erro ou assumimos as coisas e fazemos de conta que vamos continuar a gostar delas da mesma maneira mesmo sabendo que nunca mais vamos poder fazer uma maratona de FIFA online.

Como me preocupo com vocês, elaborei uma lista com as frases que nós homens devemos evitar dizer às nossas caras-metade durante aqueles nove meses de forma a podermos ter coito gostoso outra vez quando o poço voltar a estar em funcionamento.

Vamos a isso:

-Claro que não estou a insinuar nada amor. Acho é que o bebé não pesa 130 quilos, só isso

-Olhando para o corpo dela, ninguém diria que a Mila Kunis já teve um bebé

-De certeza que não queres mesmo fazer uma cesariana? O Benfica joga no Sábado com o Moreirense e quero ver o jogo descansado

-O Rui lá do escritório diz que uma vez cagou um caroço de um pêssego e doeu como tudo. Imagino a dor que isso vai ser…

-Que inveja que eu tenho! Porque é que os homens também não podem viver a experiência mágica de dar à luz?

-Se queres gelado de morango, vai comprá-lo. O Pingo Doce não mudou de sítio

-Claro que vais recuperar a tua silhueta. Basta irmos à procura dela em 1994 onde a deixaste

-Eu sei que o médico disse que agora ias começar a comer por duas, mas não me lembro de ouvi-lo dizer que eram duas orcas

-Amor, vem cá mostrar à rapaziada a tua imitação do Fernando Mendes

-Olha, quando tiveres acabado de vomitar no chão da cozinha, podes trazer-me uma cervejinha?

-Paixão onde é que puseste o meu catálogo da Victoria’s Secret?

-Agora que falas nisso, estás mesmo a ficar balofa e feia

-Não, não sei onde está o comando da Box. Já procuraste debaixo das tuas mamas?

-Eu sei que o nascimento está previsto para hoje, mas o Ricardo sacou 5€ numa raspadinha e isso também é motivo para ir celebrar. A minha mãe bem que me tinha avisado que tu só pensas em ti…

-Onde é que eu carrego para me servir de um copo de leite?

Partilha isto:
Paulo Almeida
Paulo Almeida
Escritor de piadas. Monstro no palco.