Preguiçoso

Conhecem-no? O preguiçoso alinha em duas semanas em Armação de Pêra, mas só se dá ao trabalho de ir duas vezes à praia. Vocês sabem: até podem ter alugado um T7 com camas king size, lençóis de linho e colchão Colunex (outro sono, ooooooutro conforto), o que é certo é que esta besta não vai ter paciência e vai adormecer todos os dias sentado, numa poltrona com areia, calçado, com um joelho encostado ao tímpano, numa posição tão confortável e relaxante como um airBnB na solitária de Guantánamo.

No momento das arrumações, nada faz para além de presidir ao comité dos bitaites. Este gordinho bebe como uma esponja, mas é incapaz de deitar um pouco de Fairy em cima do objecto supracitado para raspar o panelão da bolonhesa. Esta carcaça ambulante tem uma maneira extremamente peculiar de marcar o território: vai deixando uma peúga em todas as divisões da casa. Sim, a mala deste homem é uma mistura de uma instalação da Joana Vasconcelos com os destroços de um atentado na Primark. Não voltem a convidar.

Player

Para este teu amigo, férias são gajas: o seu guia turístico favorito é o TitAdvisor.

É um vaidoso do pior. O seu consumo de óleo bronzeador supera o da população estival de Saint Tropez. Para além disso, quando todos combinam tomar duches de quatro minutos para evitarem jantar às duas da manhã, este homem decide usufruir calmamente de um banho turco de três horas, uma drenagem linfática e um workshop online de três semanas chamado “How To Wear a Bow Tie”. Egoísta!

Uma coisa é positiva, leva sempre gajas para casa. O pior é que tenta sempre convencer-vos que as nódoas que deixou na colcha são de um smoothie de pêra que ele toma para a ressaca. Mas não vale tudo, mesmo para este javardo. O player é apologista do engate cara-a-cara - para ele, safar no Tinder é como sardinha assada - “só pinga se for gorda”.

Ponham este mete-nojo na rua!

Planificador

É o organizadinho. Quando soube que estava convidado, apressou-se a tirar um curso de Contabilidade Financeira no ISCAL para se sentir confiante dentro do grupo. Cada vez que compram uma grade de minis, chega à caixa do Intermarché e faz uma folha de Excel para perceber quanto é que cada um tem de dar. Se vão jantar fora, pede uma auditoria à KPMG para descortinar quem é que comeu patê de sardinha e se é justo dividir a amêndoa amarga do Luís por todos. No fim, solicita à Standard & Poor’s uma avaliação de risco de crédito do Rodrigo para saber se o cabrão lhe devolve os vinte euros que lhe emprestou na festa da M80 ou se vai entrar em default de amizade.

Estou a falar de um amigo que é a personificação daquelas aplicações que instalaste no telefone e que supostamente iriam aumentar a tua produtividade, mas que no fundo só servem para uma coisa: ocupar espaço. Portanto, enfia-o na Rede Expressos o mais rapidamente possível, antes que ele se auto-proponha como teu social media manager pessoal porque concluiu que andas a ser um pouco bardajão no Instagram.

É insuportável! Para ele, a casa tem de estar mais arrumada do que a Tate Modern, caso contrário o homem entra em colapso. Sempre que entram num café, o gajo tem a iniciativa de pedir a pass do Wi-fi e distribui-la por todos, escrita com caneta glitter numa cartolina verde - o puto era uma mente brilhante a Formação Cívica. É o Sheldon da malta, com a diferença que nunca fez rir ninguém, a não ser a prostituta que lhe tirou a virgindade.

Chafurdão

Entre todos, o mais alcoólico. Sente que tudo o que os outros fazem é para meninos.

Não podes adormecer antes deste homem, caso contrário vais acordar com uma cómoda em cima das costas e com “sou pussy porque não bebi três bagaços ao pequeno-almoço“ escrito na testa.

É um perigo sair à noite com este conflituoso. Quer sempre andar à mocada. “Irmãos, nós somos seis, eles são 35, mas somos mais raçudos!”. É aí que te lembras que só andaste semi-à-porrada uma vez, quando fugiste de um ganso no Jardim da Estrela, e que de maneira nenhuma te vais habilitar a uma despromoção dentária para o nível comerciante-de-algodão-doce-que-é-adepto-do-Benfica-e-que-tem-um-especial-orgulho-em-arrancar-caricas-com-os-molares por causa do teu amigo chafurdão.

Sim, porque o chafurdão não tem medo de nada, excepto do extrato bancário. Estoira 800 euros numa semana- 6,5€ foram gastos em noodles de queijo e numas Pringles a dividir e o resto foi para álcool, para tabaco e para o chinês dos casinos. Toda a gente quer expulsá-lo de casa, mas não dá porque foi ele quem trouxe o carro. Sim, o carro. Um Opel Vectra de ‘98 onde te sentes mais inseguro do que a fazer bungee jumping com fios de ráfia. Pronto, pronto. Para o ano fazem Interrail.

Partilha isto:
Manuel Cardoso
Manuel Cardoso
Stand-up comedian com óculos CONTACTOS PROFISSIONAIS francisco@bunchofproductions.com